Porquê 3?

 

Uma das coisas que me perguntam muitas vezes cá em Portugal é: ‘Porque é que foste ao terceiro? Já tinhas duas, não chegava?’
Bem… A resposta é não.

Desde muito cedo, quando somos apenas umas meninas a brincar ao ‘Faz de conta’ sempre quis ter 3 filhos. Não me lembro de em pequena especificar meninos ou meninas. Mas a verdade é que sempre achei os meninos uma coisa por demais, talvez por causa de ter um irmão mais novo.

Depois de ter a minha M, aí sim queria muito um menino. Quando descobri que a minha Z era uma menina, confesso, fiquei um pouco triste por uns momentos (Sim isso é permitido e não nos faz de nós más mães!) Isto porque eu pensava que iria ficar por aí. O meu marido H desde que tivemos a M que me dizia que queria 2 filhos, mais não.

Depois de chegar mesmo à conclusão que era mesmo esse o plano de vida dele, confesso que fiquei triste.
Fiquei triste porque toda aquela ideia dos 3 filhos morria ali para mim, tinha de respeitar a vontade do meu parceiro.
Seguiram alguns meses, de meses passou a um ano e depois ainda mais uns meses. Durante este tempo houve alguns momentos que ‘sofri’ em silêncio.

Estávamos felizes nós os 4. Eu, o H, a M e a Z. Estávamos felizes e a adaptar nos à vida em conjunto. Mas, como um bichinho atrás da orelha, lembrava me muitas vezes de outra pessoa que eu sentia que deveria lá estar.
Das primeiras vezes que falei com alguém, nomeadamente a minha irmã mais velha e as minhas amigas nas nossas famosas jantaradas (Sabem, onde vamos para esquecer um pouco os miúdos, os maridos e as preocupações do dia-a-dia mas que depois acabamos por não falar de outra coisa) senti que ninguém percebia o que eu sentia. Entendiam em teoria sim. Mas não sentiam aquele sentimento que me comia por dentro. Que sentimento?

O Luto.
Luto sim. Luto por uma criança que sempre existiu na minha cabeça e no meu coração mas que não iria existir na nossa vida.

Passado mais um tempo decidi voltar a falar com o meu marido. Estava nervosa e levei aquilo mais em tom de brincadeira do que outra coisa. Houve até negociações de Xbox’s e coisas supérfluas até que eu tive coragem e expliquei mesmo o que eu estava a sentir. E ele, como meu melhor amigo e conhecedor da minha alma, disse: OK.

Ok? Como assim ok? Sei perfeitamente que não foi por nada que lhe pudesse oferecer que ele aceitou embarcar nesta aventura comigo, foi porque ele me ouviu. E embora ele não entendesse este meu sentimento de faltar uma peça no nosso puzzle, ele embarcou neste barco que é o caos actual nas nossas vidas.

E cá estamos nós com a nossa peça final do puzzle. Outra menina! A nossa linda e perfeita S, que nos veio completar a vida. Agora não poderia imaginar de outra maneira sem ser as minhas 3 lindas meninas.

Por isso, quando me perguntam: ‘Porque é que foste ao terceiro? Já tinhas duas, não chegava?’

Eu digo: “Porque ela estava destinada a existir.”

Destinada a juntar-se à minha ´Tribo´

3 thoughts on “Porquê 3?

  1. Gosto muito minha linda. Expressas te muito bem o teu sentimento. Realmente a S tinha mesmo de nascer para a vossa familia ficar completa! E que familia linda 💗

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *